Domingo, 14 de Fevereiro de 2010

Dia dos Namorados - Dia de S. valentim

 

Há quem adore, mas há quem não ligue e há quem nem sequer tenha… namorado/a, mas todos nós conhecemos este dia.

O seu padroeiro também todos sabemos quem é - S. Valentim.

Assim, o dia é conhecido pelos dois nomes.

Ai como eu adoro lendas! Perco-me com a envolvência dos seus mistérios, nas suas palavras mágicas…

“Conta a Lenda…”

Eu sei que vocês conhecem, mas deixem-me dizer-lhes que encontrei duas versões que rezam assim:

 

Segundo a versão histórica mais conhecida, São Valentim teria sido um padre ou um bispo na Roma antiga, tendo lutado contra as ordens do Imperador Cláudio II, que havia proibido o casamento durante as guerras pois acreditava que os solteiros eram melhores combatentes. Pela sua fé cristã e pela afronta a Cláudio II, São Valentim foi decapitado, precisamente num dia 14 de Fevereiro.

Mas a data da sua morte que o imortalizou como mártir não é precisa. Alguns historiadores acreditam que a Igreja Católica, querendo celebrar o dia do amor e da fé, terá aproveitado um feriado pagão que festejava neste dia a festa da deusa Juno, deusa das mulheres e do casamento e tê-lo-á "entregue" a S. Valentim.

Ainda a 14 de Fevereiro, no tempo do imperador Claudio II tinha início a Primavera.

Outra versão refere que, na Idade Média, 14 de Fevereiro era o primeiro dia de acasalamento dos pássaros. Os namorados aproveitavam essa ocasião para deixar mensagens de amor na soleira das portas.

O que talvez nem todos saibamos é que passam este ano 1.740 anos da sua morte.

E agora cada um escolha a versão que mais gostar e melhor se integre com a vossa maneira de ser, porque o mais importante é namorar, namorar muito e… sempre.

Aproveitem o charme do dia, vistam-no de luz, pintem-no de todas as cores e dêem-lhe muito, mas mesmo muito romantismo.

  

 

 

 

 

 

 

Nesta vontade que não finda de te ter, guardo o amor que me levou ao prazer desconhecido, absoluto, incontrolável no íntimo do meu ser.

     E em cada olhar, em cada toque, carícia de tuas mãos, eu estremecia, me abandonava e o tempo… esse escondia-se, discreto, assistindo ao acontecer.                                    

 

 

Secretamente te queria, secretamente te quero, em segredo existíamos. Na ansiedade de um encontro, nas horas que o precedem, na ternura de uma palavra sussurrada, saída de uma voz aveludada...                          

"Finalmente”.                                                

O tempo nosso aliado, um certo dia traiu-me, escorregou-me por entre os dedos  e numa serena noite num manto de luar abrigada, de mim se dissipou.

                                                                 

 

Deu-me por cada estrela uma lembrança como se fora uma das mil e uma noites dos contos de Xerazade.                                     

                                                        

Ficou-me uma suprema herança de recordações embrulhada… esta eterna saudade.

                                                                        

Um dia escrevi-te

“Se eu tivesse um namorado gostava que fosses tu”.

 

 

 

 

Mafalda, 14 de Fevereiro de 2010

 

(ficção)

  


publicado por mafalda-momentos às 09:22
link do post | favorito
De Sindarin a 15 de Fevereiro de 2010 às 18:19
Olá amiguinha. Lindo o teu post. Vim deixar-te um grande beijinho e em enorme abraço amiga. Com muito carinho e amizade. Bjs às manas.


De mafalda-momentos a 18 de Fevereiro de 2010 às 17:23
Olá Sindarim
Sabe sempre muito bem sentir a tua amizade e o teu carinho.
Estou um bocadinho em dívida contigo, mas estive fora uns diazitos... e logo que possa, tens-me aí está bem?

Um beijinho bom para ti amiga


Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 24 seguidores

.pesquisar

 

.Setembro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. A minha despedida

. Cansativo

. Desfolhando o malmequer.

. A praia é só deles.

. Ó noite de Santo António

. A pena do gabbiano deslis...

. O BEIJO

. Primavera

. Casa Arrumada... Desarrum...

. CASA ARRUMADA

.arquivos

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Junho 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

.tags

. todas as tags

.Musica

.O meu primeiro Selo


Obrigada Libel Linda

.O meu "Segundo" Selo


Obrigada Fátima

.El Puente - Serpai - 27/08/2010

Además del sello te regalo mi flor favorita... Gracias Sergio... un abrazo

.Obrigada luadoceu - 21/10/2010

.subscrever feeds