Sábado, 24 de Maio de 2008

Estranha sensacção

 

Ontem foi o dia do teu aniversário.

Lembro-me das festas que costumava fazer para ti neste dia e também para os manos no dia deles.

Além dos vossos amiguinhos reunia a família toda, os nossos amigos e seus filhos.

Juntava-se sempre muita gente. Era sempre uma confusão porque as casas são pequenas e o jantar tinha que ser servido em pé.

Não sei o que dava mais trabalho se o antes se o depois.

A casa ficava toda num caos e se fazer as compras confeccionar os pratos e os doces, alterar a disposição dos móveis, dispor as louças para que tudo ficasse mais prático e de melhor acesso a todos se tornava uma canseira, o arrumar de tudo depois da festa era uma verdadeira batalha, pois não havia bocadinho da casa que não tivesse sofrido as consequências da “invasão”.

Mas enquanto foram crianças e adolescentes nunca deixaram de ter a vossa festinha, o melhor que eu podia fazer e que fazia com alegria apesar do que, sabia-o, tinha de trabalhar.

Mas tu cresceste, os manos cresceram e a pouco e pouco as festas foram sendo mais suaves. Só a família  e ainda assim cada vez menos numerosa.

Triste este facto!

Nos últimos anos, alguns  foram comemorados em reunião familiar, mas só com o bolinho de aniversário e um cafezinho, ou com um jantar fora.

Sei que todos vocês apreciaram sempre as festas em casa e com toda a gente reunida.

A mim é que já me faltava a capacidade para tanto.

Este ano, porém, a tua festa de aniversário revestiu-se de um conteúdo inovador, totalmente diferente.

Quiseste fazê-la na tua própria casa, onde já estás a dormir há talvez umas quatro semanas e achaste que seria uma boa oportunidade de convidares a família e uma ou outra amizade para mostrares e ofereceres a todos a TUA Casa.

Concordei em absoluto!

Os telefonemas de convite foram feitos por ti, não foi servido jantar, mas não faltaram alguns petisquitos, bebidas, um cafezinho e claro o bolinho de aniversário.

Creio, juraria, que te sentiste bem com este facto.

Teres e mostrares o teu cantinho e aí celebrares o primeiro aniversário que nele passavas.

Completaste ontem trinta e uma Primaveras.

Ao regressar a casa e já deitada, não pude deixar de pensar que tinha sido o primeiro de muitos aniversários teus que eu já não organizaria.

Percebi então, verdadeiramente, que já não te ouvia entrar em casa á noite, ou que quando não te sentia entrar, já não me levantava, quando acordava de madrugada para verificar se já dormias no teu quarto.

E podes crer que isso me acontece muitas vezes em especial ao fim de semana. Mas em seguida me lembro que já não dormes cá.

Tive-te comigo praticamente trinta e um anos. Agora tens outro tecto.

É estranho saber isso!

Estranha sensação esta a de não te ter a dormir em casa!

 

Mafalda, 24 de Maio de 2008


publicado por mafalda-momentos às 21:55
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De a 27 de Maio de 2010 às 01:59
Mafaldinha!
 
A tua doce sensibilidade e as lágrimas que te bailam nesses teus olhos iluminados por uma imensa alegria e logo de tristeza! Quanto alvoroço vai no teu coraçãozinho, onde as saudades já começam a espreitar! Tão sortuda de felicidades, Mãe tão ardentemente dedicada. Texto de tanta nobreza, de lirismo da vida familiar. Minha Marília de Dirceu! Quantas saudades!


Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 21 seguidores

.pesquisar

 

.Setembro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. A minha despedida

. Cansativo

. Desfolhando o malmequer.

. A praia é só deles.

. Ó noite de Santo António

. A pena do gabbiano deslis...

. O BEIJO

. Primavera

. Casa Arrumada... Desarrum...

. CASA ARRUMADA

.arquivos

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Junho 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

.tags

. todas as tags

.Musica

.O meu primeiro Selo


Obrigada Libel Linda

.O meu "Segundo" Selo


Obrigada Fátima

.El Puente - Serpai - 27/08/2010

Además del sello te regalo mi flor favorita... Gracias Sergio... un abrazo

.Obrigada luadoceu - 21/10/2010

.subscrever feeds