Sexta-feira, 13 de Abril de 2012

O BEIJO

 

O BEIJO

 

É useiro e vozeiro

A melhor e verdadeira

A tradicional definição

Distinguida com distinção.

 

Beijo é a mais encantadora

Carinhosa e enternecedora

Mágica e arrebatadora

Demonstração milagrosa do querer

Que se sente por outro ser.

 

Diferentes são os afectos

Diferentes são os sentidos

Diferentes são as pessoas

Diferente é o amor

Dos nossos beijos trocados.

 

Há beijos de pais para filhos

E beijos de filhos para pais.

Há beijos entre irmãos,

Sobrinhos, netos, avós.

Há beijos de amizade

E beijos de cumplicidade.

Há beijos de lealdade

E até beijos de traição.

E não mais importante

Mas sempre presente e lembrado

Há o beijo da paixão

Ardente e cego que nos dá a ilusão

Do muito que somos amados.

 

Não vivemos sem nenhum.

Sempre foi, é e assim será.

Ninguém me diga o contrário

Pois sei que tenho razão

E daqui não arredo pé

Venha lá quem vier

Ministro, Rei ou Papa

Que justiça seja feita,

Esta é a melhor definição.

 

 

 

 

Mafalda, 13 de Abril de 2012


publicado por mafalda-momentos às 13:42
link do post | comentar | favorito
|
19 comentários:
De momentosdisparatados a 13 de Abril de 2012 às 14:50

E viva o beijo!
Boa semana


De mafalda-momentos a 7 de Junho de 2012 às 12:02

momento disparatado é este em que passados práticamente 2 meses te respondo.

não me leves a mal porque não imaginava que teria aqui comentários.

hoje por acaso vinha disposta a postar um novo e só por isso me dei conta.

apesar de tardiamente, não gosto de não deixar uma palavrinha a quem por aqui passa e é sempre com o maior gosto que recebo visitas. Obrigada

E estou plenamente contigo... E viva o beijo sempre!


De sentaqui a 13 de Abril de 2012 às 17:04
E não é que tens mesmo razão, por isso aqui te deixo um enormecheio de amizade.

Beijinhos amiga


De mafalda-momentos a 7 de Junho de 2012 às 12:23
sentaqui já nem te deves lembrar que me deixate este comentário... lol

esta tua amiga viaja sempre no chamado "comboio dos torresmos"... já me conheces não estranhas, embora não seja desculpa.

beijo, beijinho ou mais ligeiramente beijoca, qualquer que seja a fórmula, sabe sempre bem, por isso cá chegou muito bem vindo o teu cheio de amizade.

En troca, segur outro carregadinho de amizade e carinho.


De Rosinda a 13 de Abril de 2012 às 17:51

Pois assim é, e aqui te deixo o meu, embora virtual com  amizade...
Bom fim de semana


De mafalda-momentos a 7 de Junho de 2012 às 12:33
Rosinda

embora virtual ele soube que nem ginjas e é como preferires, ginjas ao natural, ou aquele delicioso licor de Óbidos.

eu sei que a minha resposta está tão atrasada amiga, mas eu tenho mesmo andado afastada destes lugares. Por isso não me queiras mal.

e porque os beijinhos são sempre oportunos aqui te deixo o meu com amizade e pena que estejas lá tão longe e não podê-lo completar com um abraço. 


De cunha a 29 de Abril de 2012 às 22:33
Mafaldinha,

Não achas que devias ter escrito, de preferência, vezeiro?

Continuas boazinha?

Beijos!


De mafalda-momentos a 7 de Junho de 2012 às 14:14

Ora bem agora é que me “ apanhaste na curva” (ai meu Deus! Será que a expressão está correcta?).


 


Não duvidando um segundo sequer da tua observação e avaliação, mesmo assim, dispus-me a


pesquisar a expressão.


 


Lá peguei no meu velho e pesado dicionário prático ilustrado da Lello & Irmão – Editores, de 1979 e comecei por procurar a palavra “vozeiro” que de facto existe e significa: adj. e s.m. (de voz). Que, ou aquele que fala muito; palrador. S. m. Vozeirão. Ant. (antigo) Procurador. Advogado.


 


De facto nenhuma referência à expressão o que me fez de imediato passar a outra pesquisa e lá fui eu direitinha à palavra “vezeiro”.


Ora aqui fica para ti, ilustre doutorado na arte da escrita (porque na verdade e muito bem o és), como para qualquer outra pessoa igualmente sábia que eventualmente leia este erro crasso, o que encontrei, dando desde já a mão à palmatória (já agora, esta está correcta?) pela ignorância mostrada:


 


“Vezeiro”, adj. (de vezo). Que tem vezo ou costume de fazer alguma coisa (geralmente empregado em mau sentido): ser useiro e vezeiro (em mentir) …


 


CONTINUA na próxima caixa de comentários.



De mafalda-momentos a 7 de Junho de 2012 às 14:18

CONTINUAÇÃO


 


E pronto, foi assim que hoje já me ensinaste alguma coisa útil que, claro, muito te agradeço.


 


Emendar o que escrevi, não vou para que todos possam ver bem a minha falta de conhecimento, não só da minha própria língua amada, como da má aplicação de expressões que não condizem com o texto.


 


Como podes verificar, penso que fica registada a hora da publicação da minha resposta, passou um espaço de tempo considerável entre a minha última resposta e a que te deixo, sinal do tempo que levei nesta benéfica pesquisa.


 


Com mil agradecimentos de quem, com vergonha e consciência de que não sabe escrever e apenas se limita a lançar umas palavras espalhadas.


 


Beijinhos



De cunha a 21 de Maio de 2012 às 21:41

Mafaldinha,
Ainda não me distinguiste com a tua prudente explicação acerca de uma questão ortográfica e semântica que aqui me atrevi a colocar-te!
That,s the question:  Sobre o tema  "O Beijo" que saborosamente glosaste, escreveste "É useiro e vozeiro", quando, a meu ver, devia ser "useiro e vezeiro"-

Interessava-me a tua douta posição, por mor da minha ignorância, associada a esta minha ousadia, que, peço, me releves!

Penhoradamente agradecido!


De mafalda-momentos a 7 de Junho de 2012 às 14:32
Olha em primeiro lugar, não tenho a mínima ideia da razão do comentário anterior estar a vermelho.

Caprichos do meu blog que de vez em quando me prega partidas. Espero que este saia certinho, direitinho.

Quanto ao teu comentário ainda não te tinha respondido como não tinha respondido a todas as outras pessoas.
Embora vá escrevendo, não tenho postado e nem sequer tenho entrado aqui.
Podes verificar isso pela data de todas as minhas respostas.

Quanto à segunda questão já te respondi anteriormente e peço desde já desculpa por me ter alongado tanto, de tal modo que tive de o fazer por duas vezes.

Não é novidade nenhuma para mim que não sei escrever, por isso agradeço "penhoradamente agradecida" as tuas críticas construtivas.

Bjs

P.S. Vê se tratas BEM a minha amiga Libel porque ela é de ouro.


De mafalda-momentos a 7 de Junho de 2012 às 15:05
Ainda volto atrás, apenas para te dizer que eu ainda escrevo sem aplicar o acordo ortográfico... Caso encontres alguns erros segundo o mesmo, podes esquecer de querer emendar.

Também me esqueci de comentar uma frase tua e como não gosto de deixar nada para trás, aqui vai:

"Interessava-me a tua douta posição, por mor da minha ignorância,..."

Só podes estar a gozar com a minha cara.

Considera-te devidamente relevado pela tua ousada, mas completamente pertinente correcção, apenas não te ficou bem a pontinha de ironia que se lê nas entrelinhas da frase que menciono.

Bjs e fica bem.


De libel a 7 de Junho de 2012 às 00:21
Olha, devo andar mesmo afastada dessas lides dos beijos, porque a bem dizer, não me apercebi deste dia. Ora bolas, como é que fui deixar passar esta oportunidade, agora só para o ano não é?
mas que xatice pá...
Bom, pelo menos não perdi tudo, fico por aqui mais um bocadinho, a ler esta definição tão vozeira, sim, porque afinal deste voz a algo tão especial, como o beijo. Fiquei encantada.

Mas...agora deixa-me dar uma palavrinha aqui a alguém que me parece familiar...

Ó amigo Cunha, por aqui?... Quem diria. Não me digas, que és o corrector ortográfico do Sapo, é que...por mor da minha paciência, a vida sem erros é uma seca, e tu já devias saber isso, de tanto que lês Saramago. Diverte-te por aqui, existe mais para além dos erros. Pelo menos, mais histórias para contar.

Bem hajas


De mafalda-momentos a 7 de Junho de 2012 às 14:47
Maria Girassola

Sabes que já tinha tanta saudade desta troca de palavras e deste envolvimento, sempre tão positivo?

Pois é! Acho que os beijos também foram "cortados", daí haver grande escassez e nós nem os vemos passar... lol

Como nenhuma de nós tem um grande vozeirão, é natural que tenhas levado tempo a conseguir ouvir o meu pregão sobre o beijo, mas é assunto que está sempre a tempo.

Aqui neste meu canto és convidada de honra, estás sempre em casa e serves-te à vontade do espaço para falares com quem quiseres.

Beijinhos miúda gira.

P.S. o teu amigo Cunha lê Saramago?


 


De Cunha a 8 de Junho de 2012 às 21:17

"Sic transir gloria mundi"!

Nem ironia e muito menos gozo. E quanto à tua cara, procuro-a em todos os azimutes e sempre me apareces doce, tranquila e de harmonia infinda !
Bjs.


De mafalda-momentos a 11 de Junho de 2012 às 22:53
Provada que está a minha ignorância, provo agora que também sou outra coisa, curiosa.

"Sic transit gloria mundi"
"Assim passa a glória deste mundo".

Segundo alguns especialistas nas Línguas Românicas, deste advérbio teriam saído o sim do Português e o si do Espanhol.É usado internacionalmente para indicar ao leitor que aquilo que ele acabou de ler, por errado ou estranho que pareça, é assim mesmo. Quando estou citando o texto de alguém, o sic serve para indicar ao meu leitor que eu sei que o texto original contém um erro ou que estou estranhando aquilo que ali está. Quando eu intercalo um sic no meu próprio texto, estou dizendo que é assim mesmo que eu quero que conste, por estranho ou errado que pareça. É como se eu dissesse ao leitor: "É assim mesmo como você está vendo; não foi erro de cópia ou de impressão".
"Sic transit gloria mundi" é uma expressão em latin que significa "Assim passa a glória do mundo". também interpretada como = As coisas mundanas são passageiras.
A frase foi usada no ritual das cerimônias de coroação do papa em 1409, quando foi usado na coroação de Alexandre V. Como o papa recém-escolhido procedeu da sacristia da Basílica de São Pedro em sua sedi gestatoria, a procissão parou três vezes. Em cada ocasião, um mestre de cerimônias papal iria cair de joelhos diante do papa, segurando uma cana de prata ou de bronze, tendo um cabo de linho fumegante. Por três vezes consecutivas, como o pano queimado, ele dizia em voz alta e triste, "Sancte Pater, sic transit gloria mundi!" ("Santo Padre, assim passa a glória mundana!")


Também ligada à maçonaria??????



De cunha a 12 de Junho de 2012 às 02:07

A mafaldinha , com a sua santa paciência,  projecta-me nas andanças da Cúria Romana, na esteira da nossa salutar polémica lingística.
Diz-se que a calçada do inferno é feita das coroas dos papas, de tão imenssos são os devaneios do Vaticano. E os últimos escândalos cá estão a provar a calçada do inferno!

Bem, Mafaldinha, registei, com agrado, a tua incursão pelos caminhos  papais!

A esta hora, da madrugada, depois de andar a lavrar terras, por entre um vento endiabrado, sinto-me em baixo, mas aindavou ficar por aqui. Se me puderes enviar mais uma charla, espevito.
Um beijinho do Zé!


De cunha a 12 de Junho de 2012 às 03:18

A 5 km da Capinha, ouviu-se, a esta hora da madrugada, o campanário da Igreja. Bateu as  três horas de um novo dia. Disponho de quatro horas para me recompor e voltar ao trabalho. Continuação de sono tranquilo.
Beijos!


De Cunha a 8 de Junho de 2012 às 21:31

Doce Libelinha,
Ainda há pouco, para a Mafaldinha , escrevi "Sic transir gloria mundi ", quando devia ser "Sic transit gloria mundi "! Aquele "r" traiu.me !

O que se passa é que vocês todos escrevem admiravelmente bem. E, no domíno da fotografia, são esplêndidos! Aquele "gabbiano", aquela imponente gaivota, no "Existe um Olhar", é a joia mais pura, fina e  tranquila  por sobre  os areais  das nossas praias, no azul do céu, em voo quase rasante nas ondas daquele nosso Mar.
"Cumpriu-se o mar e o império se desfez/
Senhor, falta cumprir-se Portugal!

Comovido, por te lembrares de mim, quand même!
Une Bise!


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.posts recentes

. A minha despedida

. Cansativo

. Desfolhando o malmequer.

. A praia é só deles.

. Ó noite de Santo António

. A pena do gabbiano deslis...

. O BEIJO

. Primavera

. Casa Arrumada... Desarrum...

. CASA ARRUMADA

.arquivos

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Junho 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

.tags

. todas as tags

.links

.Musica

.O meu primeiro Selo


Obrigada Libel Linda

.O meu "Segundo" Selo


Obrigada Fátima

.El Puente - Serpai - 27/08/2010

Además del sello te regalo mi flor favorita... Gracias Sergio... un abrazo

.Obrigada luadoceu - 21/10/2010

.subscrever feeds