Domingo, 10 de Outubro de 2010

Desafio em Cadeia - Round VII

 

É com um sorriso espontâneo que aqui deixo ficar o aviso de que o

Desafio em Cadeia

está de novo a rodar.

 

Ele está aqui anunciado pelo lindo sorriso da Manu

 

E com um sorriso de admiração vejo que já vai na sétima volta!

Um projecto que tem ao longo do tempo, adquirido mais elos e criado mais laços entre os participantes que sorridentes se envolvem num bonito e acolhedor abraço, num dar as mãos para que o desafio não caia.

 

Há sempre uma palavra envolvida, uma palavra que nos desafia, que nos motiva.

É segredo?

Não!

Mas eu sou um diabinho de pessoa e não divulgo.

Isso! Sorria, vá até  e descubra como um simples sorriso atrai outro tão belo sorriso.

 

Não se fique por olhar e sorrir... participe e acredite que no final colherá outro sorriso de volta.

________________________________________________________

 

Tempo…

 

Sê Feliz! Disse-me o Tempo.

Olhei-o demoradamente e por fim sorri.

- Parece teres ficado admirada com este meu desejo.

-Reparaste que tempo do verbo empregaste?

- Sim. Utilizei o Presente no Modo Imperativo, mas apenas quis exprimir um conselho, nunca uma ordem.

- Não te preocupes. Não fiquei zangada, nem apreensiva. Apenas pensativa! Achei curioso, aquilo que conclui.

- E posso saber o quê?

- Repara. Falaste no tempo presente. No entanto, agora, neste momento, já é tempo passado.

- Como assim? Eu estou aqui e agora!

- Sim, mas as tuas palavras já se ouviram lá atrás.

Deixa que partilhe contigo o que reflecti naquele espaço de tempo.

Como classificamos o Tempo? Passado, Presente e Futuro, mas em realidade apenas existe passado.

- Estás a dizer-me que eu não sei aquilo que sou? Que aquilo que sempre fui é uma mentira? Que aquilo que sempre serei, de repente, por milagre, ou só porque tu queres, deixará de o ser?

Desculpa, mas é demasiada petulância tua, quereres alterar uma certeza, um conceito adquirido, uma lei da natureza, um dado científico.

- Não te exaltes, mas sobretudo não te feches a uma nova perspectiva. Só te peço que me oiças com alguma paciência e claro muita benevolência.

Quem sou eu para alterar uma lei universal? Todavia, podemos sempre especular, usar alguma imaginação e divertirmo-nos com isso. Olha, encara esta minha ideia como um filme de ficção científica. Vês, estou a admitir o Tempo no Futuro.

Escuta, todos nós temos um passado, certo? Ele pode ser maior ou menor, conforme o tempo que já vivemos.

E como dividimos o Tempo? Aqui ajudam-te os teus preciosos aliados, como os calendários, os relógios que vão contado anos, meses, semanas, dias, horas, minutos, segundos… Isto, numa abordagem mais restrita e simples, pois como sabemos, poderíamos continuar infinitamente.

Juntando todos estes espaços de tempo, vamos somando sempre mais tempo ao nosso tempo.

Perguntei-me em que se tornavam. Onde estavam o presente e o futuro? O futuro não o encontrei e o presente escapou-me tão depressa! Qual de todos era então o mais duradouro? Respondi-me o passado.

Porquê? Porque o presente, assim como o passado, houve tempo em que foi futuro, mas logo que se torna presente, é muito breve. Dura apenas um instante e logo vira passado. Se o futuro é tempo que ainda não tivemos e o presente é veloz, rápido demais, se transformando em passado, o tempo que mais temos é sem dúvida tempo passado.

Será que raciocinei bem?

Estou aqui e agora, como tu dizes, contudo, para me expressar, empreguei o verbo num tempo passado.

Não consigo quantificar-te ou qualificar-te se o meu tempo é ou foi feliz. Muito menos se o será. Sempre encontramos de tudo no seu decorrer, mas pesar na balança uns e outros espaços e verificar para que lado o ponteiro descai, é um tanto difícil. O ideal seria que ele pendesse para o lado feliz. Já não seria mau se existisse um equilíbrio. Da terceira hipótese, nem dela quero falar.

 

Agora peço-te que olhes com atenção o meu rosto. Vês estas marcas vincadas? Chamam-se rugas. São vestígios de ti. São as “estradinhas da vida” que em mim se reflectem do tempo que já vivi. São um bom sinal. Contam que o meu tempo tem sido longo.

Nesta circunstância, tu não és igual. Às vezes és demasiado curto, outras procuras ser… que tal chamar-lhe normal e outras ainda prolongas-te…

Nunca nos deixas saber quando nos vais abandonar, mas isso é bom. Revelas uma enorme sensatez.

Como somos tolos querendo condicionar-te desejando que corras, ou quase implorando que pares.

Não imaginas como este tempo que acabei de passar dialogando contigo me deixou tranquila. Ao contrário de ti, pois de tão silencioso, me deixas a adivinhar. Dirás que não tenho parado de apenas divagar.

Mas dás-me um sopro de brisa fresca que brinca no meu cabelo, mostras-me um céu azul que me encanta e um sol radioso que me aquece e conforta.

É tempo de Primavera. Só agora reparo nisso! Será que tu, Tempo também estás feliz?

Já percebi! Queres dizer-me como foste paciente e benevolente.

Logo, logo chegará o Verão e será tempo de calor intenso, depois o tempo de Outono, uma passagem intermédia para um tempo de mau tempo – o Inverno, no rigor do tempo das tempestades.

E os dias e as noites sempre de duração diferente em qualquer tempo do ano.

Sempre belo, sempre instável, muito versátil.

Tempo, te peço. Dá-me tempo dos teus tempos, para que eu possa ter tempo, de os meus tempos apreciar.

 

 

Mafalda Gomes, 30 de Abril de 2010

 

 

Dedico este meu texto a todos quantos, desde o seu início, começando pela autora, passando pelos participantes de todas as voltas, pelos seus vencedores e consequentes organizadores e ainda a todos que futuramente se juntarão a este projecto, por dedicarem um pouco do seu tempo, ao Desafio em Cadeia, entrelaçando novos elos, desenhando novos laços, numa partilha de sentimentos e solidariedade e até construindo lindas amizades.

Cabem muitos tempos dentro do nosso tempo, até o tempo gramatical.

Tempo de ser criança, jovem, adulto e velhote.

Tempo de ser mimado e tempo de acarinhar, proteger.

Tempo de rir e brincar e tempo de chorar, sentir tristeza.

Tempo de amar e tempo de ser amado.

Tempo de aconchegar com um sorriso, de consolar com um abraço.

Tempo irrequieto de sentir o sol e tempo tranquilo ao ver a chuva lá fora.

Tempo em que o tempo corre, ou passa devagarinho.

Tempo de conviver, ter companhia e tempo de estar sozinho.

Às vezes corremos atrás do tempo, outras sobra-nos tempo.

Mas o tempo é sempre igual a si próprio. Repetitivo. Dentro do tempo que nos é concedido, também igual para todos. Somos nós ou o acaso que parece torná-lo diferente.

É pois tempo de pensar no tempo que desperdiçamos, por vezes em questões sem sentido e aproveitá-lo no seu máximo porque ele sempre nos parece curto e sempre queremos mais.

Não são precisos grandes feitos… basta, por exemplo, observar com admiração uma simples joaninha.


publicado por mafalda-momentos às 18:30
link do post | comentar | favorito
|
22 comentários:
De gatinhafofa a 10 de Outubro de 2010 às 21:50
Olá mafalda!! Demorei tempo a ler, mas li com muita atenção. este texto fez-me reflectir imenso sobre o tempo. mil beijinhos amiga, tem uma boa noite de domingo!!


De mafalda-momentos a 11 de Outubro de 2010 às 10:44

Olá Sandra
 
Estou-me a rir pelo teu "... demorei tempo a ler...".
Não é para menos porque o texto é extenso.
Acrescento até que há que ter muita paciência para aguentar chegar ao fim, mas sabes se te fez pensar, ainda bem porque às vezes cuidamos muito mal do nosso tempo.
 
TEMPO foi a palavra da 6ª volta do desafio que aqui anuncio e que deu origem ao que escrevi.
 
Falando nisso... que tal ires ao cantinho da Manu ver como funciona e PARTICIPARES com a palavra que ela lançou?
Não custa nada é só clicares no link que "aqui" deixo, escreves o teu texto e mandas para ela.
Vai já ok? 

Beijinhos e espero ver-te depois por lá
 


De Paulo a 11 de Outubro de 2010 às 12:21
Que lindo texto sobre o Tempo, se tivesses participado no Desafio anterior que era essa a palavra que eu escolhi, palavra que serias tu a escolhida. PREENCHEU-ME as medidas uma vez que sou admirador de temas sobre ... TEMPO!

Vamos desejar que a amiga Manu tenha muitas propostas sobre "o sorriso", vou torcer para que sim

beijinho amigo


De mafalda-momentos a 21 de Outubro de 2010 às 14:42
Olá Paulo
Já viste quanto tempo levei eu, amiga desnaturada, a responder-te a um tão delicioso comentário teu?
O tempo é assim... passa e muitas vezes nós o deixamos apenas passar.

Quanto ao meu texto, fico feliz por teres gostado. Ele foi escrito quando e a propósito do teu desafio... mas sabemos que já não participamos.
A intenção era postá-lo logo a seguir a teres lançado os resultados, mas por qualquer razão que já não lembro, não o fiz.
Depois... o tempo foi passando e achei que já não fazia sentido.
Agora, na tentativa de dar um pouquinho de ajuda à Manu na divulgação do desafio, pensei que era uma boa oportunidade, em homanagem a ti, LEMBRAR A PALAVRA ANTERIOR... a do teu desafio.
Claro que a Manu vai recolher uns lindos "SORRISOS". Tenho total confiança.

Paulo, nunca deixes que o teu tempo apenas passe... VIVE-O PLENAMENTE.
Beijinhos


De Paulo a 28 de Outubro de 2010 às 10:16
Bom dia Mafaldinha

Visitei-te para te dizer que sou teu FÃ

beijinho amigo


De mafalda-momentos a 28 de Outubro de 2010 às 21:54
Olá Paulinho...

Até me fazes sentir como se fosse um "ídolo"... ahahah

Obrigada, é bom ter amigos assim, dá gosto saber que estamos todos por cá, nesta atmosfera e envolvência de partilha.

Um beijinho também para ti


De luadoceu a 11 de Outubro de 2010 às 13:07
Amiga
Eu queria participar
Mas se calhar e me dificil
A bebe cresce a olhos, requer muita atenção,pq ja anda e quer mta atenção
Desculpa se não conseguir dar meu sorriso,mas tento fazê-lo todos os dias e dar um pouco de mim a vos,no meu e vosso cantinho...logo ja por si...
Bjinhos
E felicidades a vencadora(r)


De luadoceu a 21 de Outubro de 2010 às 11:08

miguinha c estas?
tens estado ausente,tens estado bem?
tens um miminho no meu blog
vais ver,tenho gosto
fica bem sim?
bjinhos


De mafalda-momentos a 21 de Outubro de 2010 às 14:48
Olá Lua
Desculpa-me o atraso...
Compreendo a tua indisponibilidade, embora tenha pena de não ver por lá o teu sorriso.
Iremos todos ver com o sorriso os textos e dar os parabéns ao vencedor.

Espero que esteja tudo bem contigo e com os teus.
Um beijinho para ti

 


De Existe um Olhar a 13 de Outubro de 2010 às 19:30

Amiga
Arranjei um tempinho, um pouco a correr confesso, mas tu entendes porque, para te agradecer este post tão bonito acerca do desafio.
Mesmo que não cheguem muitos sorrisos, já valeu a pena este que conseguiste arrancar de mim e devolver-to com um enorme abraco.

Beijos
Manu


De mafalda-momentos a 21 de Outubro de 2010 às 14:55

Manu cá chegou o teu sorriso em devido tempo... eu é que respondo fora de tempo.

Claro que compreendi que "tenhas vindo a correr"... sei que foi por uma boa causa.

Dos "Sorrisos" todos, estamos todos à espera.
Beijocas amiga e obrigada pelo teu "tempinho"



De FatimaSoares a 16 de Outubro de 2010 às 16:20
Olá amiga vim desejar um bfsemana e deixar-te um beijinho doce. Tudo de bom.


De mafalda-momentos a 21 de Outubro de 2010 às 14:59
Fátima
Obrigada, sei que tenho andado ausente, não tenho feito visitas a ninguém... tenho-me portado mal... espero estar a regressar ao caminho normal.
Tudo de bom para ti, para quem espero a vida esteja mais calma.
Beijinhos


De lis a 16 de Outubro de 2010 às 22:12
Oi Mafalda
Acabei de sair da casinha da Libel reclamando um pouco desse sr Tempo que nos priva de algumas boas coisas . Com jeitinho a gente vai driblando ele.
É tudo questão de organização , coisa que preciso exercitar rsrs
O dia acaba sem que eu possa fazer nem terça parte do que gostaria. Adoro pintar ,mexer com as tintas ,mas é uma arte que além de nao dominar , (faço por puro prazer), requer todo o "tempo" e inspiração - resultado se estou lá nao posso estar aqui rsrs além das leituras vituais e dos livros de cabeceira que vao se amontoando sem que eu dê um fim ,  e ainda tem os filmes que gosto de assistir em tela grande ( no cinema) ou em DVD quietinha aconchegadinha na cama , e ainda tem o ar livre - as caminhadas pela praia ( moro pertinho de uma ,linda) , ver as manhãs acordando e o sol surgindo , em tempos de primavera. e sobra sem nenhum prazer os afazeres domésticos sabes quais não é ?  são bem parecidos com os de todo mundo -  casinha limpa ,perfumada com flores na jarra rsrs , supermercado pra que a os meninos nao reclamem que falta tudo !!  ah o cardápio - o que vou comer  e se devo comer  rsrs ( nao gosto da cozinha) e ... e.. e.. vai crescendo a lista Mafalda .
É isso querida, mas somos felizes, temos tudo isso e ainda belas e lindas amizades que vem e vão,  ficam quietinhas, voltam e tal. Isso   que importa .
Adorei a leitura do texto, voce sempre em me encanta com belas escritas.
desciulpe me alongar, é a saudade desse blog " de mim e para mim,o que sinto"  é isso que sinto,ok?
 deixo meus abraços
 se quiseres , apareça  tem flores de lis por lá rsrs
e são suas também.

quem sabe encontro alguma inspiração pra participar desse round  sorridente da Manu ?
quem sabe? rsrs
abraços


De mafalda-momentos a 21 de Outubro de 2010 às 15:17

Oi Lis
É o que acontece com a maior parte de nós... sempre reclamamos que o Sr. Tempo, não chega, é curto... é um mal geral. Neste campo conhecemos todos os problemas uns dos outros.
Mas olhando para a sua lista de coisas onde gosta de passar seu tempo, além das tarefas obrigatórias, é claro que se compreende que nalgum momento, alguma coisa tenha que ficar para trás.
No entanto Lis, é muito bom e eu fico feliz de ver que tens tanta diversidade de preencher o tempo.
Isso é muito bom e nunca percas esses teus hábitos e passatempos... Já o são, mas um dia eles serão ainda mais úteis pra você.
Cultive e semeie sempre aquilo que gosta, nunca desista de sonhar... A pintura por exemplo, é um gosto de que jamais deve abdicar... deve ser bem relaxante e a Lis tem telas de que eu gosto muito. Fazemos as coisas para que nos dê prazer e isso é muito importante.

Quanto aos "Sorrisos", Lis eu vou adorar encontrar, ver e ler um sorriso seu lá na Manu.

Embora atrasada eu vou sim lá colher das tuas flores de lis. Obrigada
E olha só que resposta mais longa aqui te deixo...


Beijinhos


De libel a 20 de Outubro de 2010 às 13:27
Lindo esse texto sobre o Tempo!!..

"Tempo, te peço. Dá-me tempo dos teus tempos, para que eu possa ter tempo, de os meus tempos apreciar"
 
Que grande verdade!!...tu sabes tudo amiga...
Um xi


De libel a 20 de Outubro de 2010 às 13:31
Ah...e quanto ao desafio, aqui fica o meu sorriso, não só para os que se juntarem a nós, como para todos que nos acompanharam até agora, como para todos que gostem de sorrir e receber sorrisos!!..É fácil e barato e faz-nos sentir felizes!!..

Beijokas e um smileeeee..para ti...amiga linda!!..


De mafalda-momentos a 21 de Outubro de 2010 às 15:31

Ah, Libelinha, quem me dera saber tudo!
Ou talvez não... há coisas que não queremos saber... só mesmo no momento certo... de contrário poderia trazer-nos infelicidade ou preocupações antecipadas... e outras perderiam a graça se já as soubessemos.

Eu agradeço-te as tuas palavras amiga e estava só a tentar aligeirar, para não ficar  com o teu comentário anterior.

Ora cá ficou registado o teu sorriso muito rasgado e bem disposto, onde não faltou também aquele quê de ternura para todos levarem e partilharem.

Obriga pelo meu... aqui vai outro na volta do correio acompanhado de amizade com um beijinho



De come allungare il pene a 26 de Outubro de 2010 às 11:53
Olá, estou a estudar Português e eu aconteceram em seu blog que bom!


De vivere in spagna a 27 de Outubro de 2010 às 14:07
Parabéns pelo seu blog, muito interessante. Estou estudando Português, eu não consigo entender tudo, mas quase! ;)


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.posts recentes

. A minha despedida

. Cansativo

. Desfolhando o malmequer.

. A praia é só deles.

. Ó noite de Santo António

. A pena do gabbiano deslis...

. O BEIJO

. Primavera

. Casa Arrumada... Desarrum...

. CASA ARRUMADA

.arquivos

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Junho 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

.tags

. todas as tags

.links

.Musica

.O meu primeiro Selo


Obrigada Libel Linda

.O meu "Segundo" Selo


Obrigada Fátima

.El Puente - Serpai - 27/08/2010

Además del sello te regalo mi flor favorita... Gracias Sergio... un abrazo

.Obrigada luadoceu - 21/10/2010

.subscrever feeds