Domingo, 25 de Julho de 2010

Nas asas da borboleta

 

Autor da Foto: Jorge Freitas Soares 

 

 

Deixou partir um amor, nas asas de uma borboleta.

Era bela e singela a borboleta, vestida de cor e luz,

mas grande era o amor, pesava como uma cruz.

E com suas frágeis asas o levou em voo rasteiro,

não ligeiro, antes cansado, vagaroso e suado.

Subiu as águas do rio até às montanhas chegar

e quase sem mais respirar poisou débil, bem devagar

numa doce cerejeira com lindos frutos vermelhos.

Deixou descair as asas a borboleta singela

e o amor escorregou, tombou, caiu na terra.

Fora um amor esperançoso, agora era magoado.

Mas a terra o acolheu e o embalou como mãe

beijou-lhe os olhos, sugou pra si a humidade

depois estendeu os braços e mostrou-lhe o horizonte

com voz quente do fim do dia cantou canções de amores

longinquos, perdidos, pró amor adormecer.

Dormiu o amor e sonhou.

Sonhou com o seu amor nas asas de borboleta,

com altas montanhas que aos céus rezavam,

com as águas da lagoa murmurando suaves palavras,

com o sol que se escondia e levava consigo o dia

e assim trazia a noite e a enfeitava de estrelas

que convidaram a lua e todos se debruçaram

olhando o amor dormir.

Dormiu sereno o amor em seu tão belo sonho.

Afinal era tudo isto quem mais amava.

Nada que tanto o prendesse como a sua bela terra mãe.

 

 

Mafalda, 23 de Julho de 2010


publicado por mafalda-momentos às 10:14
link do post | comentar | favorito
|
16 comentários:
De Jorge Soares a 25 de Julho de 2010 às 15:20
Olá Mafalda.


Foi coincidência ou tu reparaste que a fotografia é minha :-)


Belíssimo o teu poema.... vou um destes dis peço emprestado.


Beijinho e boa semana


Jorge


De mafalda-momentos a 25 de Julho de 2010 às 15:53
Olá Jorge

Claro que não é coincidência... sei bem que a foto é tua, tá lá escrito.
E sempre que me é possível encontrar entre as tuas, as que me melhor julgo ilustrar os meus postes, podes crer que  prefiro as tuas a todas as outras. Agora é um pouco mais dificil... tenho que ir ao momento e olhares, mas sempre as identico, sejam tua autoria, ou de outros.

Fico feliz por teres gostado e já sabes que daqui podes levar o que quiseres, quando te agradar.

Boa semana também para ti.
Beijinhos


De mafalda-momentos a 25 de Julho de 2010 às 22:17
Enganei-me Jorge.

Queria dizer apenas OLHARES em vez de momentos e olhares.
Da minha parte podes ter a certeza que serão sempre identificada, mas se mesmo assim isso não for tua vontade, basta dizeres. Ok?.
Mais uma vez boa semana


 


De Jorge Soares a 25 de Julho de 2010 às 22:56
Olá


Mafalda, já te tinha dito antes e volto a dizer, podes utilizar as minhas fotografias sempre que entenderes,  as do blog e as do olhares, tens sempre a minha autorização.. e é claro que é um enorme agrado ver que as minhas fotografias servem para acompanhar os teus fantásticos poemas.


Jorge


De elisabete a 26 de Julho de 2010 às 01:45
 Como sempre uma beleza.
Se tivéssemos a força da borboleta, também nós transportaríamos toda a vida o amor.
Infelizmente somos bem mais fracos e por vezes deixamo-lo cair e quase nunca em terra fertil.
Não é o teu caso, que em obras e palavras o semeias a toda a hora.


De mafalda-momentos a 30 de Julho de 2010 às 17:34

Ó é apenas simples como o é a borboleta.

Sabes às vezes parecemos frágeis e até pensamos que sim, no entanto quando é preciso revelamos uma força enorme que nos ajuda a seguir o caminho por mais penoso e dificil que seja. E tu sabes bem de onde ela nos vem... do amor que sentimos. Assim és tu... um campo enorme de terra fértil, onde o amor nasce bem viçoso.
Te adoro
Beijinhos


De Paulo a 27 de Julho de 2010 às 10:56
Bom dia Mafalda

Maravilhoso poema, estou eu aqui (nas últimas visitas) a descobrir uma face linda da tua pessoa, a capacidade de te exprimires com sentimento e profundidade através da escrita. Continua que eu gosto eheheheheh

beijinho e óptima semana


De mafalda-momentos a 30 de Julho de 2010 às 17:41
Olá Paulo

Tenho que dizer que fico feliz quando as pessoas gostam... ainda mais quando lhes posso chamar de amigos.

Às vezes lá sai assim uma mais inspirada... obrigada pelo "Maravilhoso" e pelo teu tão emotico comentário.

Beijinhos e bom fim de semana


De libel a 27 de Julho de 2010 às 13:41
Mafalda se tu fosses uma borboleta até onde voarias??...o teu encanto e sensibilidade voa cada vez mais alto, tudo faz sentido, tudo faz história, tudo se conjuga, se cruza, se liga, se desliga, tudo é mágico, tudo é VIDA!!...O Amor e as borboletas sempre fizeram comichão na barriga!!...

Beijokas amiga!!..


De mafalda-momentos a 30 de Julho de 2010 às 18:02

Não sei até onde me levaria a minha resistência, mas sem dúvida que a aproveitaria inteiramente para tentar levar  um pouco de amor, de alegria e de paz a quem deles precisasse.
Falo daquele amor que conforta e que devia ser partilha do ser humano.
E tu Libelinha?
Até podíamos voar juntas... borbolete e libelinha... já viste?

Comichões na barriga fizeste-me tu com tudo e tanto que aqui me deixaste nas tuas palavras deliciosas com tanta vida, tão intensas que eu quase levantei voo, atravessei o Tejo e à tua porta bati, para te dar um abraço bem carinhoso.

Beijokas com muita amizade


De lis a 30 de Julho de 2010 às 20:18
Oi Mafalda
 Obrigada pela acolhida tão boa ! foi um bom descanso e fico feliz de saber que cuidou da minha casinha quando andava fora, sabe tentei fcar distante , aproveitei bem a rede na varanda mas é hora de voltar, a saudade venceu-me! só que o ritmo será mais devagar, andava muito agitada quando nao dava conta de visitar todos os amigos. Penso que isso acontece com todos os blogueiros , o tempo fica curto pra fazer tudo com qualidade e amor.
Será sempre "quando der  eu apareço" entende? rsrs nao é assim que falamos aos amigos reais , os de pertinho?  será assim , sem as minhas malucas correrias  rsrs
Andei tambem hoje vagarosamente por aqui , vi o quanto tu és uma poeta boa com as palavras e adorei tudo, desde os  seus rituais  do momento zen como a bela demonstração de carinho com a Libel , o poema Abstracto com o' c"  que já abrasileiramos eliminando-o e salvei pra meus arquivos o seu "Um novo dia". Tenho um  arquivo só de preciosidades , voce percebe como achei maravilhoso, nao ?
Mafalda , fique à vontade,  , leve as flores , as borboletinhas , a casa é sua!
um bom sábado ( que chega sempre  antes do meu) rs e
muitos abraços de chegada .
As fotos escolhidas estão lindíssimas, o Jorge F Soares é um excelente fotógrafo, Visitei-o algumas vezes, através do blog do Entremares  e sei quanta coisa linda ele tem.
beijinhos


De mafalda-momentos a 4 de Agosto de 2010 às 01:26
Oi Lis
A acolhida boa você merece kiridinha.
Entendo sim Lis. Últimamente muitos blogueiros se têm manifestado com esses mesmos sintomas e o remédio é mesmo abrandar.
A verdade é que isto é um "bichinho" que toma conta de nós e sem darmos por isso acabamos ficando quase dependentes e é claro que não se aguenta. É preciso mais calma pois o tempo tem que ser divido com outros interesses e obrigações também.

Lis fiquei vaidosa com seu passeio aqui pelo meu espaço e mais ainda por ter levado algo de que  gostou. Que bom! Fiquei mesmo babada viu? E obrigada por sua casa ser tão acolhedora.

Quanto às fotos do Jorge é verdade sim. Eu adoro as fotos dele e sempre que posso é às dele que recorro. Também gosto do outro blog dele, onde se encontram  muitas questões de interesse humanitário.
Quero fazer um post para o próximo dia 6 e já escolhi a foto que será dele também.
Depois você verá o porquê desse dia.
Beijinhos


De borboleta a 1 de Agosto de 2010 às 20:54
olá mafalda! lindo poema... vim fazer-te uma visitinha e ver a tua borboleta :-)


De mafalda-momentos a 4 de Agosto de 2010 às 01:34

Olá Borboleta

É sempre agradável receber visitas novas que são sempre bem vindas.
Fico contente por teres gostado.
Sabes achei graça à coincidência de ter postado um texto que falava de uma borboleta e o teu "nome" ser o mesmo.
Por isso apeteceu-me brincar contigo.
Ainda bem que isso não te aborreceu
 
Fica bem


De Existe um Olhar a 2 de Agosto de 2010 às 00:19
Mafalda
Por momentos voei nas asas de uma borboleta que esvoaçou por entre palavras emocionadas, sentidas e cheias da suavidade que tu lhe conferiste.
A borboleta posou serena e quis dizer-te o quanto se sentiu feliz, tranquila, calma com a leitura de um poema lindo que só uma pessoa com a tua sensibilidade e doçura conseguem transmitir.

Beijos
Manu


De mafalda-momentos a 4 de Agosto de 2010 às 01:49

Manu
Quando a borboleta posou, segredou-me que se sentiu envaidecida por teres escolhido as suas asas para com elas voar.
Também ela voou mais leve e ao mesmo tempo mais segura na tua companhia, sentindo em cada tua palavra de apreço, muito carinho, amizade e toda a paz que nelas transmites.

Beijos para ti 


Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 21 seguidores

.pesquisar

 

.Setembro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. A minha despedida

. Cansativo

. Desfolhando o malmequer.

. A praia é só deles.

. Ó noite de Santo António

. A pena do gabbiano deslis...

. O BEIJO

. Primavera

. Casa Arrumada... Desarrum...

. CASA ARRUMADA

.arquivos

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Junho 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

.tags

. todas as tags

.Musica

.O meu primeiro Selo


Obrigada Libel Linda

.O meu "Segundo" Selo


Obrigada Fátima

.El Puente - Serpai - 27/08/2010

Además del sello te regalo mi flor favorita... Gracias Sergio... un abrazo

.Obrigada luadoceu - 21/10/2010

.subscrever feeds