Terça-feira, 26 de Junho de 2007

Aniversário

 

 

É verdade!

Faz hoje um ano!

É pois o nosso primeiro aniversário.

E que vamos nós fazer para comemorar?

Andámos empolgados em descobrir uma lembrancinha, bem simbólica, bem gostosa para trocarmos?

Combinámos um jantar?

Comprámos um bolo cheio de enfeites, fitas de cores brilhantes, aqueles pauzinhos a que pegamos fogo e ardem espalhando estrelinhas como fogo de artifício?

Apagamos as luzes e acendemos as velinhas, neste caso uma única?

Cantamos os parabéns, desejamos felicidades, trocamos um beijinho, um abraço?

Brindamos por fim com champanhe, sim champanhe, não só por tradição, mas porque ambos gostamos?

Mostramos no rosto um sorriso feliz?

Não.

Este aniversário não é desses!

É o aniversário de uma despedida inevitável, esperada, sem surpresa, mas sentida com emoção, com o sentimento de ter deixado para traz muitos pedaços de vida.

Acho que foi civilizada, pacífica, mas nem por isso menos intensa.

Sei onde moras, sei onde é o teu trabalho, sei de cor o teu telefone.

Sabes onde moro, tens o meu número de telefone.

Não sei o que fazes, nem tu o que eu faço.

Não nos vemos, não nos falamos, não convivemos mais.

Conheci-te no dia 7 de Outubro de 1987. E foi bom conhecer-te! Não teria sentido as emoções que senti. É verdade que dói! Mas de que serve passar por este mundo sem as viver?

Dezanove anos passaram desde então.

Hoje faz um ano que nos separámos. Algum dia tinha de ser eu sei, sempre o soube!

O que não sonhava, não podia nunca imaginá-lo, porque em muito boa conta te tinha, para mim estavas muito acima do comum dos homens, me oferecesses na despedida, tão tranquilamente, tão displicentemente, o sentimento da desilusão.

Sei que eu merecia, ah se merecia, o teu respeito no cumprimento da minha vontade! Mas não o fizeste! Foste, simplesmente, desleal!

Sei que desta data não lembraste. Pouco importa!

Mas sabes uma coisa?

Mau grado meu e mesmo sem pagares renda ainda moras no meu coração!

 

Mafalda, 26 de Junho de 2007


publicado por mafalda-momentos às 22:56
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.posts recentes

. A minha despedida

. Cansativo

. Desfolhando o malmequer.

. A praia é só deles.

. Ó noite de Santo António

. A pena do gabbiano deslis...

. O BEIJO

. Primavera

. Casa Arrumada... Desarrum...

. CASA ARRUMADA

.arquivos

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Junho 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

.tags

. todas as tags

.links

.Musica

.O meu primeiro Selo


Obrigada Libel Linda

.O meu "Segundo" Selo


Obrigada Fátima

.El Puente - Serpai - 27/08/2010

Además del sello te regalo mi flor favorita... Gracias Sergio... un abrazo

.Obrigada luadoceu - 21/10/2010

.subscrever feeds