Terça-feira, 12 de Janeiro de 2010

Partilha de um Tesouro

 

 

Obrigada Libel

 

Finalmente consegui trazer o pedacinho do teu precioso tesouro, ganho pelo mérito da amizade que com palavras e sorrisos conquistas, mas que preferiste distribuir por mais corações, cabendo-me a mim uma parte única de incalculável valor.

Foi difícil, mas por isso mesmo se torna ainda mais delicioso.

Libel, eu só trouxe mesmo um bocadinho!

Não trouxe nada todo... eu não ia fazer uma coisa dessas... deixar-te sem nada!

Estás zangada comigo, mas espera, não fiques irritada!

Se me deixasses explicar...

Pronto, desabafa que eu prometo escutar!

Já está? Vejo que continuas de pé atrás...

Mas agora faz-me um favor. Tem mais um pouco de paciência e ouve o que te vou dizer.

Chega-te aqui ao pé de mim. Vem! Vá lá não continues amuada!

Isso. Assim está melhor.

Agora olha o teu tesouro bem assim de lado. Estás a ver bem?

Encosta-te mais um pouquinho.

Vês? Não é a barra de ouro inteira! Repara, é só uma folhinha muito fininha por sinal.

Estás admirada? Quem o vê de frente... parece inteiro não é? Eu entendo a tua indignação.

Fartei-me de pensar como trazer a minha parte dos pozinhos de purpurina, sem estragar o efeito estético. Que graça teria depois de o repartires com todos nós, propósito de tanta grandeza, ficares com ele todo em pedaços, como se fosse roído?

Assim lembrei-me de cortar apenas uma camadinha o mais fininha possível. Já viste que brilha tanto como se fosse a barra inteira?

Por isso te dizia ao principio que tinha sido difícil mas conseguira finalmente.

Estou mais satisfeita. Já te vejo um brilhozinho nos olhos... ou será reflexo?

Não! Que o teu sorriso não engana. Nada de comparações com o algodão que também não engana... que também é fofinho, mas tu amiga és incomparável!

Que desculpas, que nada! Foi só um mal entendido.

Eu é que agradeço a generosidade da partilha! Quem mais se lembraria de repartir um tesouro?

Vá, dá cá um abraço para selarmos a partilha deste bem que é a nossa amizade. 

E nunca mais te zangues comigo que gosto muito de ti.

 

Mafalda, 12 de Janeiro de 2010

 


publicado por mafalda-momentos às 20:17
link do post | comentar | favorito
|
4 comentários:
De elisabete a 16 de Janeiro de 2010 às 00:23
Que bom é partilhar um tesouro, ainda mais se esse tesouro, não é material......


De mafalda-momentos a 19 de Janeiro de 2010 às 13:57
Pois que se não é material, ele é muito mais valioso, porque é partilhado em sentimentos... emoção, alegria, amizade, amor, nostalgia... às vezes até tristeza.
Mas é tudo isso que nos une às pessoas.

Entre nós também temos um tesouro que nos faz ficar para sempre juntas.
Um beijinho muito grande


De libel a 16 de Janeiro de 2010 às 21:02
Mafalda tu és um achado miúda, como é bom sentir a tua veia humorística, fico deliciada a ler-te..e neste momento só me apetecia dar-te um abraçinho daqueles com os meus braços elásticos que chegam a todo o lado. Como estamos longe quero que o sintas na mesma, pois é dado com muita amizade, aquela que tu tão bem sabes oferecer e partilhar comigo. Não existe ouro que pague estes momentos que tu proporcionas amiga, cada vez que venho neste teu cantinho tenho uma surpresa à minha espera, sempre com o carinho a que já me habituaste e com a tua irresistível cumplicidade, segues sempre a minha onda e deixas-me de coração mole. Ficou lindo o selinho no teu espaçinho de ouro, inteiro metade, uma folhinha, uma lasquinha, qualquer pedaço aqui, mínimo que seja reflete o brilho dos teus olhos e deixa transparecer toda a tua luminosidade, aquela que repartes com todos nós. Jamais iria me zangar contigo, porque a minha felicidade fica completa quando possuo algo que posso partilhar.
Obrigado eu Mafalda por me deixares entrar no teu tesouro, o teu coração lindo.
Adoro-te amiga.


De mafalda-momentos a 19 de Janeiro de 2010 às 14:09
Libel adorei essa dos teus braços elásticos pois permitiu-me sentir o teu abraço.
És uma amiga de Ouro, de prata... com a cor das flores... com a frescura da água limpida... de coração aberto pronto a espalhar alegria.
É o que fazes comigo e não sabes como é especial sentir-te aí desse lado.
Por isso e naturalmente, sem qualquer esforço o meu coração se abre e te acolhe na amizade.
Amiga Gosto Muito de Ti


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.posts recentes

. A minha despedida

. Cansativo

. Desfolhando o malmequer.

. A praia é só deles.

. Ó noite de Santo António

. A pena do gabbiano deslis...

. O BEIJO

. Primavera

. Casa Arrumada... Desarrum...

. CASA ARRUMADA

.arquivos

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Junho 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

.tags

. todas as tags

.links

.Musica

.O meu primeiro Selo


Obrigada Libel Linda

.O meu "Segundo" Selo


Obrigada Fátima

.El Puente - Serpai - 27/08/2010

Además del sello te regalo mi flor favorita... Gracias Sergio... un abrazo

.Obrigada luadoceu - 21/10/2010

.subscrever feeds