Sábado, 3 de Outubro de 2009

Fazes-me falta

 

 

Se aqui estivesses, teria andado num alvoroço, espreitando tudo o que é loja, dando voltas à imaginação, só para te comprar um presente.

E hoje ter-to-ia entregue envolto no mais lindo papel decorativo que tivesse encontrado.

Com ele ter-te-ia dado um abraço apertado e desejado um dia feliz.

Teria feito e enfeitado um bolo. Acenderia as velinhas e todos juntos teríamos cantado os “parabéns a você” para ti.

Mas tu não estás...

Mas se estivesses que importaria tudo isso?

Importante seria apenas estares aqui.

Partiste há muito para aquele lugar que não tem volta.

Só te posso oferecer a minha recordação e a saudade que sinto de todo o mimo que sempre me deste.

Sim, é possível que esteja a ser egoista.

Se lá para onde foste pudesses ver-me...

Sei que poderias duvidar, mas a verdade é que...

Fazes-me falta.

 

Mafalda, 3 de Outubro de 2009

 

(foto minha) 


publicado por mafalda-momentos às 11:05
link do post | comentar | favorito
|
6 comentários:
De Fátima a 3 de Outubro de 2009 às 12:08
Minha querida amiga, não vou sequer tentar comentar o que escreveste pois não existem as palavras que possam fazer desaparecer a dor do coração...e na verdade...não queremos que desapareça...
Só posso deixar-te aqui um abraço cheio de carinho, um beijo com muita ternura e toda minha amizade sincera...
E sim, amiga, podes escrever-me a vontade...
Beijo com carinho...e sorri por favor...pois os anjos amam os sorrisos...e eu também!


De mafalda-momentos a 4 de Outubro de 2009 às 20:28
Querida amiga
É verdade que não queremos que desapareça nunca.
Obrigada por estares presente e por todo o carinho e amizade que me dedicas.
Podes crer que ela é recíproca.
E sorrio sim porque apesar da ausência, a saudade já se tornou doce...e também porque é um pedido teu.
Um beijo para ti carinho


De inoutyou a 3 de Outubro de 2009 às 15:48

Olá Mafalda

Saudades...saudades...quem as não tem??
Mas em nosso coração, o sentimento lindo que jamais será esquecido

Beijinhos
Aex


De mafalda-momentos a 4 de Outubro de 2009 às 20:34

Olá Alex
Tens razão...todos as temos.
E em verdade não existitiam se o nosso coração não tivesse experimentado o tal sentimento lindo e como tal o guardamos como um tesouro.

Obrigada por tuas palavras
Mafalda


De josé cunha a 24 de Novembro de 2009 às 13:01
Em diálogo de harmonia, que o estilo literário assume, feito só de ternura, os tempos felizes de outrora são aqui evocados, em Poema vibrante, de evocações e sentimentos puros.
Festa em Dia de Menino, velas que vão ardendo, simbologia da nossa vida, e desejos veementes de felicidades. Mas logo o destino e a fortuna, tudo interrompendo, tudo levando e ceifando.

E o grito de protesto a rasgar a calada da noite, : importante seria apenas estares aqui ! Um silêncio de oração e o reencontro da ternura "Se lá para onde foste pudesses ver-me?" transcendem a beleza da tragédia - que é, afinal, o nosso destino admirável - e o abraço da nossa reminiscência a imortalizar a lembrança profunda!

Poema magnífico, da mais elevada e emotiva sensibilidade !

É, pois, a chama da amizade suprema, que assim inspira tamanha grandeza de Alma!


De mafalda-momentos a 27 de Novembro de 2009 às 12:33

É mais uma vez um comentário mais belo que as minhas próprias palavras.
Saudades tenho muitas de tantas pessoas de tantas coisas... que até parece que vivo apenas de saudades.
Não vou usar de falsa modéstia ao ponto de dizer que não sou sensível, pois assim me sinto.
Mas conseguir traduzir o que sinto em palavras é bem mais complicado e inacessível.
Por isso tudo o que escrevo é simples, sem nada de grandioso.
Beijinhos para ti meu amigo
Mafalda


Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 21 seguidores

.pesquisar

 

.Setembro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. A minha despedida

. Cansativo

. Desfolhando o malmequer.

. A praia é só deles.

. Ó noite de Santo António

. A pena do gabbiano deslis...

. O BEIJO

. Primavera

. Casa Arrumada... Desarrum...

. CASA ARRUMADA

.arquivos

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Junho 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

.tags

. todas as tags

.Musica

.O meu primeiro Selo


Obrigada Libel Linda

.O meu "Segundo" Selo


Obrigada Fátima

.El Puente - Serpai - 27/08/2010

Además del sello te regalo mi flor favorita... Gracias Sergio... un abrazo

.Obrigada luadoceu - 21/10/2010

.subscrever feeds