Segunda-feira, 24 de Agosto de 2009

Um Poeta

 

 

 

 

 

 

Em torno de si, vai este belo Planeta

Girando sem se ver e se sentir.

E girando com Ele, vai o Homem

Correndo em busca de algo eterno.

A Felicidade.

 

A felicidade acontece, ou não!

Assume diversas cores, distintas formas,

Nem sempre fácilmente perceptíveis.

E às vezes sem as compreender,

Deixamos que deslizem

Por entre os dedos desunidos das mãos.

Às vezes encontrada e por vezes perdida.

Às vezes não dependente de nós, às vezes sim.

 

E girando que vou agora por este mundo virtual,

Buscando novos e belos espaços,aqui e ali paro,

Noutro me detenho mais um pouco

E por fim, nalguns, fico.

 

Na última semana fiquei num novo espaço,

Encantado ao olhar, no escutar e no sentir.

Encontrei um poeta.

Um poeta que canta o Amor,

Do amor vivido, do amor perdido...

 

Do amor que “...É fogo que arde sem se ver...”,

 - De “...Partem tão tristes meus olhos por vós meu bem...”,

 - De “...Agora que sinto amor tenho interesse no que cheira...”,

 - De “...E é amar-te assim perdidamente...

E seres alma, e sangue e vida em mim...”,

 - De “...Mas amor...dos amores que têm vida...

Sim, vivo e quente!”,

 - De “...Que todo o grande amor só é bem grande se for triste...”,

 - De “...Como dizer de amor ser e não ser

se amor mais do que amor é outra coisa...”

 

Encontrei um poeta que se diz, ele próprio, “um pouco louco”..., quem o não é um pouco também?

Que em suas palavras se encontra  – ...Pendurado ainda nos alicerces do amor que um dia ousarei dizer de novo.

Ou, - ...Sei que ela anda por ali.

Incontornável como o prato vazio ao lado do meu enquanto janto.

Um dia... irei pôr um prato só.

(Excertos de comentários/respostas ao seu poema Recordando de 21 de Agosto de 2009).

Que em seu poema Alma Furtiva de Março de 2009 termina com esta linda "melodia":

“...Não a tenho. Está em ti...”

Um poeta que canta o seu amor por quem, a quem chamou de DD.

 

Obrigada por seres quem és Rui.

 

 

Ah! Irreverências da vida!

Como ia eu imaginar que outra DD existisse?

Mas também, como pude pensar que seria única?

 

Não tive um poeta que me cantasse, só tive um “poeta” que a este espaço imenso do Planeta, sozinha me devolveu.

 

Mafalda, 24 de Agosto de 2009


publicado por mafalda-momentos às 15:22
link do post | comentar | favorito
|
4 comentários:
De 100timento a 25 de Agosto de 2009 às 19:43
Mafalda...não sou poeta amiga,somente Vejo que a felicidade dos outros compreende a minha tristeza. Sorrio em verdade pelo sentir contente dos outros.
Faço parte da construção e reforço da vida dos outros, em detrimento da minha.

A minha vida passa por adormecimentos físicos e emocionais. Se esta noite dormi 20 horas, estas 20 horas são acordadas para muitos dos que me lembram por 5 minutos de comunhão de sentidos. Escapo a mim mesmo em todos os momentos, pois as minhas vontades são ausentes de sentido.

Nunca me sei feliz... imagino, mas, por pecado, não creio.

A quem me lê: amo-vos, inda que não saibam o significado que isso tem para mim. aInda que o vosso significado seja diferente - tão diferente - do meu...Obrigado por te lembrares de mim...


De mafalda-momentos a 25 de Agosto de 2009 às 22:41
Sou eu que te agradeço por me emocionares ao ler-te.
Julgo ter compreendido que o que escreves é a expressão dos teus sentimentos de hoje, de ontem, em recordações do passado, mas ainda assim tão presentes.
O modo como o fazes dá para sentir-te nesse teu navegar por águas ainda revoltas, mas não consigo deixar de associar o que escreves, pela intensidade e beleza do que transmites a belos poemas.
Por isso te chamei de poeta.
Se não te interpretei bem, é sem dúvida falha minha.
Continuarei de visita ao teu blog esperando pelo dia em que possa encontrar-te feliz.
É o meu sincero desejo.
Deixo-te um beijinho com amizade.


De 100timento a 27 de Agosto de 2009 às 12:09
para alegrar o teu dia

Beijinho do rui


De mafalda-momentos a 27 de Agosto de 2009 às 16:52

Obrigada
Foi bom...é sempre delicioso receber um agrado como este.
Também para ti um dia tranquilo.
beijinho


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.posts recentes

. A minha despedida

. Cansativo

. Desfolhando o malmequer.

. A praia é só deles.

. Ó noite de Santo António

. A pena do gabbiano deslis...

. O BEIJO

. Primavera

. Casa Arrumada... Desarrum...

. CASA ARRUMADA

.arquivos

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Junho 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

.tags

. todas as tags

.links

.Musica

.O meu primeiro Selo


Obrigada Libel Linda

.O meu "Segundo" Selo


Obrigada Fátima

.El Puente - Serpai - 27/08/2010

Además del sello te regalo mi flor favorita... Gracias Sergio... un abrazo

.Obrigada luadoceu - 21/10/2010

.subscrever feeds