Quinta-feira, 23 de Julho de 2009

Carta de Manuel a Maria

Escreves-me e contas da vontade que tens de me vir visitar.

Eu digo-te que venhas.

Mas apesar disso, não te é possível largares a tua vida tão simplesmente para fazeres a tua vontade.

Escreves-me e contas-me sobre as tuas gentes. Como as amas, como lutas por elas, como as proteges.

E contas-me também dos teus sítios. E aí me encantas!

Falas-me da tua horta, da beleza dos seus verdes viçosos e da diversidade da cor dos frutos e de como a mãe natureza, mostra ao teu simples olhar o seu desenvolvimento que reconheces de dia para dia.

E desde as cerejas aos abrunhos, passando pelos mogangos até às chirivias de tudo me falas.

Aqui ninguém sabe o que são mogangos ou chirivias, nem eu, mas tu me ensinas e me explicas como se comem. Enriqueces os meus conhecimentos Maria.

Falas-me das diferentes aves que contigo se cruzam e fazes-me a descrição das serranias e da tua vivência.

À noite, as primeiras luzes que se acendem, ao longe, são as de Monsanto. O quarto onde agora dormes está virado a Monsanto. Digno de se ver. A Aldeia mais Portuguesa. Penha Garcia, também. Fica no caminho.

Digo-te que não conheço Monsanto, mas que gostava de lá ir. No entanto já fui ao Piódão que achei uma maravilha.

E tu esclareces, Piódão é mais para Arganil. É uma das sete aldeias maravilhosas.

Podes escolher os quartos onde dormes e umas vezes dormes voltada à Serra da Gardunha, outras à Serra da Estrela.

E continuas.

A Cova da Beira é um triângulo. Covilhã, Fundão, Belmonte, o Rio Zêzere até ao Paúl, que vem de Manteigas e a bacia da Meimoa. A Serra da Gardunha e a Serra da Estrela na vertente Sul.

Falas da beleza da Lagoa do Cântaro Gordo, na Serra da Estrela e dizes-me como gostavas de me levar lá um dia. E a Monsanto também.

Nada disto eu visitei, mas conheço através das tuas descrições Maria.

Depois contas-me do silêncio maravilhoso, impar que aí escutas, mas contas também como, apesar de belo e da paz sentida, por vezes, quando  demasiado prolongado, se pode tornar pesado e te sentes só, carente.

E então contaste-me uma coisa inesperada. A recordação e as saudades que sentes do mar. Da maravilha dessa imensidão de água que se perde de vista no horizonte.

E finalmente anuncias-me que vais descer da Serra e me vens visitar.

Também precisas de vir por outros assuntos. Não vens só por mim, mas não faz mal. Fico feliz na mesma.

Dou voltas ao pensamento tentando saber como te retribuir tanta coisa linda que me escreves Maria.

Encontro um ponto. Levar-te-ei a ver o Mar. Esse mar que ao amanhecer tem a  cor de prata, ao meio do dia o seu azul se junta ao azul do céu e que ao cair do dia, ele próprio, fica nostálgico com o Sol que, incandescente vai desaparecendo deixando adivinhar a escuridão. Esse mar que às vezes é sereno e outras revolto, mas sempre belo.

Na minha imaginação vejo tudo. Vamos à tardinha, e ficaremos mergulhados no Pôr do Sol.

Sentamo-nos na areia. Tu Maria ficarás entre as minhas pernas de joelhos flectidos e envolver-te-ei em meus braços ao nível dos ombros para que não sintas frio com a frescura da humidade marítima. E os nossos olhos seguirão a trajectória do Astro Rei até que aos poucos ele desapareça bem lá no fundo. A sua luz ver-se-á ainda um tempo, até que o crepúsculo dê lugar à noite. O mar vai confundir-se no céu e distinguir-se-á apenas porque lá em cima brilham as estrelas.

Por mim dormiríamos na areia e assistiríamos também ao amanhecer. E o cenário ficaria completo.

Quando chegaste fiz-te a proposta de te levar a ver o mar. Aceitaste e pareceste-me satisfeita.

Mas não nos sentámos na areia da praia. Vimos o mar e o Pôr do Sol sim, mas caminhando lado a lado por cima do alcatrão.

Vês tu Maria como a imaginação pode ser traiçoeira, como pode contrariar um sonho numa realidade diferente?

Depois partiste. Voltaste à tua Serra.

Mas diz-me Maria, voltaste feliz?

Manuel

 

Mafalda, 23 de Julho de 2009

(a foto do mar é minha) 


publicado por mafalda-momentos às 17:02
link do post | comentar | favorito
|
6 comentários:
De Rotiv a 26 de Julho de 2009 às 22:59
Olá :)
O Blogue dos Manteigas de visita a este cantinho ;)
Um abraço,
http://bloteigas.blogspot.com/


De mafalda-momentos a 27 de Julho de 2009 às 11:03
Agradeço a visita e a porta está aberta, não é preciso bater.
Retribuirei a visita.
Um abraço


De Anónimo a 3 de Agosto de 2009 às 18:30
Imensidão aquela, do Sol.Poente, afogueando os confins do horizonte! Brisa marítima, suavemente salgada, que refrescava nossos lábios, enquanto, de todas as bandas, gaivotas em terra e no mar, se agitavam para nos darem as boas vindas e as despedidas de todas as felicidades... Mar Salgado, Mar de Portugal!

À mesma hora, na Lagoa do Cântaro Gordo, a Paz da Serrania, o silêncio das montanhas, a moirama encantada, vinda das profundidades do maciço, em oração mítica, religiosa e pagã, celebravam, em fraternidade, os mil abraços de todos os milagres!

Para trás, ficavam as penedias de Monsanto, a Rota dos Fósseis em Penha Garcia, e, aqui e ali, e perto e longe, o murmúrio do Tejo, ali aos pés, a beijar a nossa casa! De madrugada, em lençóis de linho!
Frescura de Fonte, água pura, e cristalina, que nos mata a sede. Poço de Medlim, Fonte da Vida, Poço de Jacob, para os lados de Idanha, encontro com a Samaritana, que atendeu a súplica do peregrino : Pára um pouco no teu caminho,/ Devagar, se tens pressa! / Dá a eternidade ao tempo/ Que o tempo passa depressa!"



De mafalda-momentos a 7 de Agosto de 2009 às 12:56
Olá
Obrigada pela visita e pelo lindo comentário que me deixaste.
Desculpa, mas não vou convidar-te a voltar porque...
o que me deixaste escrito ultrapassou em beleza o meu post.
Estou a brincar.
Quanto melhores forem os comentários, mais enriquecem este meu espaço.
Pedi "ajuda" para poder escrevê-lo a quem estes lugares conhece. Confiei nas informações e parece-me que também os conheces bem. Só espero que pelo menos geográficamente eu esteja correcta.
Obrigada mais uma vez pela tua vinda aqui.


De J.A. a 3 de Agosto de 2009 às 19:26
Com a descrição perfeita que fizeste, conseguiste transportar-me a locais onde nunca estive, mas que adorei visitar.

Obrigado


De mafalda-momentos a 7 de Agosto de 2009 às 13:05
Meu Amigo
Ainda bem que adoraste "conhecê-los", mas nada como pegares no mapa e ires Vê-los com teus próprios olhos. Leva mais alguém e serão ainda mais belos.
Estou convicta de que não te arrependerás.
E depois serão mais pessoas a divulgar as nossas belas paisagens.
Como recompensa envia-me depois uma foto.
Combinado?
Um abracinho


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.posts recentes

. A minha despedida

. Cansativo

. Desfolhando o malmequer.

. A praia é só deles.

. Ó noite de Santo António

. A pena do gabbiano deslis...

. O BEIJO

. Primavera

. Casa Arrumada... Desarrum...

. CASA ARRUMADA

.arquivos

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Junho 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

.tags

. todas as tags

.links

.Musica

.O meu primeiro Selo


Obrigada Libel Linda

.O meu "Segundo" Selo


Obrigada Fátima

.El Puente - Serpai - 27/08/2010

Además del sello te regalo mi flor favorita... Gracias Sergio... un abrazo

.Obrigada luadoceu - 21/10/2010

.subscrever feeds