Domingo, 14 de Junho de 2009

As cores dos meus céus

 

 

 

Houve tempos em que o tempo dos meus dias tinha a cor azul, limpa e brilhante do céu.

Foram tempos encantados de brincar, rir, aprender e de crescer.

Mas o tempo foi passando.

E o tempo dos meus dias apenas deixou de ser encantado e brincando, rindo, aprendendo e crescendo, passou a ser responsabilizado.

Eram tempos em que o tempo dos meus dias tinha a cor azul, limpa e brilhante do céu apenas manchado com salpicos de cor branca.

Mas o tempo foi passando.

E o tempo dos meus dias seguiu o seu caminho igual, fez o seu percurso.

Nestes tempos o tempo dos meus dias acrescentou mais uma cor ás cores do meu céu. E ao azul limpo e brilhante apenas manchado de salpicos de cor branca, juntou-se-lhe a cor vermelha na linha do horizonte. Nascera o meu tempo de amar.

Foram tempos longos e duradouros.

Mas o tempo foi passando.

Amar muito amei, mas neste amar, nem sempre foram tempos de sorrisos, de abraços, de ternura. Também houve olhares tristes, expressões dissimuladas, gestos indiferentes.

Houve algum tempo em que o tempo dos meus dias tinha a cor cinzenta e baça do céu cheio da neblina outonal.

Mas o tempo foi passando.

E num golpe profundo de “mestre”, o tempo transformou o tempo dos meus dias, tirou-lhes as cores do meu céu azul limpo e brilhante, apenas manchado de salpicos de cor branca e a cor vermelha na linha do horizonte. Até a neblina cinzenta e baça desapareceu.

E o tempo dos meus dias passou a ser sombrio.

Foram tempos em que o tempo dos meus dias tinha a cor negra, carregada das tempestades do céu escuro, encoberto, rasgado pelos raios da trovoada.

E nos tempos do tempo dos meus dias as tempestades reproduziram-se. Vieram umas a seguir às outras.

Foram tempos longos e duradouros.

Mas o tempo foi passando.

Foi então que percebi que quanto mais ele passava, mais o meu tempo diminuia. Menos dias haveria no meu tempo.

E o tempo dos  meus dias continuou sombrio, no atravessar das sucessivas tempestades.

Hoje há dias, em que os tempos do tempo dos meus dias, chegam a ter todas as cores dos céus da minha vida.

A cor negra, carregada das tempestades do céu escuro, encoberto, rasgado pelos raios da trovoada, a cor cinzenta e baça do céu cheio da neblina outonal, a cor azul, do céu limpo e brilhante apenas manchado de salpicos de cor branca, a que se juntou a cor vermelha na linha do horizonte, a cor azul, limpa e brilhante do céu apenas manchado com salpicos de cor branca, a cor azul, limpa e brilhante do céu.

 

Elas traduzem as imensas horas do meu dia em que me as preocupações (agora inúmeras) assaltam meu pensamento, as horas do meu dia em que as recordações me visitam e me sinto só, as horas do meu dia em que a saudade me abraça, as horas do meu dia em que permito á minha imaginação viver os meus sonhos, as escassas horas do meu dia em que sou livre e me consigo aquecer num raio de sol.

E o tempo, esse, continua a passar...

 

 

 

Mafalda, 14 de Junho de 2009

(Fotos minhas)


publicado por mafalda-momentos às 14:07
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 21 seguidores

.pesquisar

 

.Setembro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. A minha despedida

. Cansativo

. Desfolhando o malmequer.

. A praia é só deles.

. Ó noite de Santo António

. A pena do gabbiano deslis...

. O BEIJO

. Primavera

. Casa Arrumada... Desarrum...

. CASA ARRUMADA

.arquivos

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Junho 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

.tags

. todas as tags

.Musica

.O meu primeiro Selo


Obrigada Libel Linda

.O meu "Segundo" Selo


Obrigada Fátima

.El Puente - Serpai - 27/08/2010

Además del sello te regalo mi flor favorita... Gracias Sergio... un abrazo

.Obrigada luadoceu - 21/10/2010

.subscrever feeds